Exposição “Direitos Humanos” na EPADRPL

Esta resultou de trabalho prévio dos alunos de várias turmas, os quais, nas aulas de Área de Integração, pesquisaram o enquadramento histórico dos Direitos Humanos, os artigos e imagens que, valendo “mais do que mil palavras”, denunciam abusos cometidos em várias partes do mundo, provando, assim, a ainda existência do longo caminho a percorrer na defesa dos Direitos da Humanidade.

As diversas turmas têm visitado a exposição, a decorrer até ao próximo dia 19, sendo-lhes prestados esclarecimentos pela professora Tânia Ribeiro, nomeadamente a contextualização histórica, que remonta a 10 de dezembro de 1948, ainda o mundo vivia o rescaldo da Segunda Guerra Mundial. Sob a presidência dinâmica de Eleanor Roosevelt, a viúva do presidente dos Estados Unidos da América, Franklin Roosevelt, uma defensora dos direitos humanos por direito próprio e delegada dos Estados Unidos nas Nações Unidas, a Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas elaborou o rascunho do documento que viria a converter-se na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Os alunos têm prestado particular atenção ao artigo 26.º - Direito à Educação – demonstrando incredulidade quando percebem que mais de 60 milhões de meninas não têm acesso à educação no mundo.

Os objetivos desta atividade estão assim a ser atingidos, pois pretende-se consciencializar os alunos para vários tipos de violações aos Direitos Humanos, promover a educação para a cidadania e desenvolver o espírito crítico, de tolerância e solidariedade social.